Edit Content

QUEM SOMOS

QUEM SOMOS

Fundada em janeiro de 2022, a Égide – Associação Portuguesa das Artes – é uma associação sem fins lucrativos ao serviço da cultura e do desenvolvimento social. Constituída por cinco profissionais com um longo e vasto curriculum na área da cultura, tem como lema «A Arte que nos une é a Arte que nos fortalece», O seu objeto social radica na promoção e apoio a iniciativas de natureza cultural, artística, educativa e social. Nesse âmbito, posiciona-se como um veículo de excelência para a afirmação das artes e dos talentos nacionais. Agindo como catalisadora para a produção e promoção das artes, da cultura e do conhecimento, a Égide afirma-se como um elemento pioneiro na construção de pontes entre artistas, promotores de espetáculos e mecenas.

Objetivos

Incentivar a produção artística; Apoiar os artistas; Apoiar projetos e estruturas artísticas; Apoiar promotores nas áreas da programação, financiamento e promoção cultural; Criar pontes entre artistas, projetos artísticos, promotores e parceiros públicos e privados; Envolver potenciais parceiros, públicos e privados, no apoio às artes. Promover a vivência das artes e a criação de novos públicos;

Fundadores/Diretores

Ana Proença

Presidente

Sou a Ana Proença e adoro cantar em coro, fotografar, andar a pé e de bicicleta, e estar com os amigos e com a família. Tenho passado a maior parte do meu tempo a fazer qualquer uma destas actividades e a promover a possibilidade de outras pessoas serem tão felizes quanto eu sou ao fazê-las. Assim, no campo das artes criei, em conjunto com quatro amigos, a Égide – Associação Portuguesa das Artes, que existe para proteger a Arte e

lançar artistas nas suas carreiras. Tenho como lema de vida a partilha e, muito em concreto, a partilha da felicidade e da gratidão que transporto em mim. Sinto dia a dia a responsabilidade de fazer chegar mais longe tudo o que me foi deixado pela minha família e uma enorme vontade de fazer crescer a relação curadora e mágica entre Arte e Artista. Quero continuar a contemplar sempre a doçura da vida em comum com todos os seres com que me cruzo e a sentir de perto que A Arte que nos une é a Arte que nos fortalece.

Pedro Vaz Marques

Vice-Presidente Executivo

Pedro nasceu numa vila remota no norte de Portugal, chamada Alfândega da Fé. Formou-se em Direito pela Universidade Lusíada e depois trabalhou como advogado. Depois de vários anos no tribunal, sentiu-se atraído pelo estranho novo mundo do marketing direto, que acabava de começar a aparecer.

Tornou-se empresário e formou uma pequena start-up para lançar uma das primeiras empresas portuguesas de marketing direto e, alguns anos mais tarde, o seu improvável sucesso levou a mais lançamentos, e a sua empresa cresceu rapidamente, dando origem ao Grupo Central de Comunicação, com mais de 140 colaboradores. Em 2004, Pedro vendeu as suas ações da Central de Comunicação e criou um projeto educacional de âmbito nacional para menores de 9 anos.

O apelo das novas tendências de marketing fez-se novamente sentir, e em 2006 lançou a empresa Dreamgate Brand Experience, utilizando novas formas de comunicação através da criação de conteúdos de Marca para os media e outras plataformas tecnológicas e de entretenimento. Em 2007, a Dreamgate estabeleceu uma parceria com a McCann Erickson, e expandiu sua operação para Barcelona e Madrid. Em 2009 e após 15 anos de Marketing e mais de 30 prémios nacionais e internacionais como o Leão de Ouro em Marketing Direto Cannes 2004, Pedro deixou seus negócios para focar no crescimento das ideias de outras pessoas. Desde então tem trabalhado como consultor independente, definindo-se como um neo-generalista. É um orgulhoso pai de dois filhos que são a sua maior inspiração todos os dias.

Sara Castro

Coordenadora do Programa Arte em Nós

Nascida sob a luz da bela cidade de Lisboa, nos finais dos anos 80, tive o privilégio de crescer entre as oportunidades da grande cidade e a liberdade do campo. Apaixonada pela natureza, pelos animais e pelas pessoas, aprecio a liberdade de caminhar sem rumo, de sentir o vento na cara, de observar e ouvir a vida que me rodeia e, ainda, de partilhar a vida com quem amo ou posso positivamente marcar. Gosto de estar, conversar e ouvir os outros, mas também a mim mesma, e não resisto a uma boa brincadeira, a uma pequena partida e a uma bela gargalhada.

A minha vida divide-se por duas grandes paixões que gosto de cruzar: a música, em especial o canto coral, e a terapia da fala, que me incita diariamente. Vivo os desafios diários daqueles que se cruzam comigo e renasço a cada sorriso e conquista. Acredito no imenso potencial humano e na infinita capacidade de cada um em se superar e surpreender. Sou feliz na felicidade dos outros e nas oportunidades que lhes consigo proporcionar. A Égide – Associação Portuguesa das Artes é mais uma oportunidade de chegar e tocar o outro, através da arte, potenciando o seu desenvolvimento, felicidade e bem-estar.

Catarina Proença

Diretora

Sagitariana, filha, mãe, irmã, mulher, amiga e, por consequência de tudo isto, uma cuidadora nata, tenho na empatia a minha maior força e também a minha maior vulnerabilidade. Sou uma pessoa de pessoas e sentir que posso trazer uma diferença positiva à vida dos que me rodeiam faz-me sentir que vivo com um propósito. É esta necessidade de querer ser a diferença que quero ver no mundo que me leva a dar tanto de mim.

E foi também essa a razão que me fez voar ao encontro da Égide. Acredito na materialização dos sonhos e luto para os conquistar. Se nesse caminho puder ver no rosto de alguém a certeza de que viver vale, de facto, a pena, então é exatamente aí que eu coloco o meu foco. Sou metódica e organizada, o que me ajuda a, sempre que é preciso, fazer e fazer bem feito. Se tudo isto for o que a Égide e a sua maravilhosa equipa precisam para voar ainda mais alto, então acredito que tenha encontrado aqui o meu ninho fazedor de sonhos e de realidades.

Helena Rosa Guerreiro

Diretora Financeira

Diretora Financeira De raízes algarvias, adoro o sol, o mar, a praia e o aroma a figos maduros. Gosto de dançar e é na música que sou feliz, em particular no canto coral. Gosto de pessoas; do acolhimento e da empatia com o próximo. Acredito que, seja qual for a situação, se pode retirar sempre alguma coisa positiva, porque, no limite, “está top ao nível do péssimo”. Gosto que se possa levar a vida sempre com humor e otimismo, rindo, porque a vida é uma só. Aceitei o convite inesperado de colaborar com a Égide, uma associação dedicada às artes, com coração.

Equipa

Tiago Nunes

Consultor de Produção e Projetos

A minha paixão pela música levou-me desde cedo a perceber que a indústria das artes tem diversas necessidades comerciais que devem ser atendidas. Para garantir o seu sucesso para aqueles que estão envolvidos nesse meio, nomeadamente músicos, produtores e comunicadores, é importante dominar diversas áreas, desde a criação até a venda de produtos artísticos.

Além disso, a necessidade de compartilhar experiências e ideias é fundamental para o crescimento do bem comum. Sou um eterno ouvinte por causa da música; a música faz parte do meu dia.  A importância de escutar é importantíssima para o autoconhecimento e a aprendizagem pessoal, pois permite-me aprender com os outros e entender melhor os meus próprios pensamentos e emoções.

Procurar