Ícone de Pesquisa

Workshops de Desenvolvimento Pessoal
e Exploração Artística, de Fotografia e de Teatro Comunitário

A propósito da 18º edição do Festival Internacional dos Açores, o programa Arte em Nós voou pela primeira vez, rumo às ilhas açorianas Terceira e Pico. Nestas ilhas foram dinamizadas cinco ações: um workshop de fotografia (na ilha Terceira), dois workshops de Desenvolvimento Pessoal e Exploração Artística (ilhas Terceira e Pico) e dois workshops de Teatro Comunitário (ilhas Terceira e Pico).

 

 

Workshop de Fotografia

O jardim Duque da Terceira, em Angra do Heroísmo, foi o palco do workshop de fotografia dinamizado por Ana Proença. 

Desenhado para acolher todos os interessados por fotografia, com câmaras fotográficas ou telemóveis, neste workshop a fotografia foi o veículo de descoberta e de diálogo interno e com o mundo; uma ferramenta meditativa e terapêutica. Fotografar: primeiro com os olhos; à luz da alma, sensibilidade e experiência de cada um, mostrando ao outro, ao mundo, o que sente e vê por dentro. 

Através de um exercício de profundidade de campo, trabalhou-se a fotografia muito para além da simples ação de disparar, trazendo consciência ao ato fotográfico, muito para lá das questões técnicas, usufruindo do momento de construção da imagem, observada e vivida, que será posteriormente partilhada e projetada num ecrã ou impressa num papel.

 

 

Workshops de Desenvolvimento Pessoal e Exploração Artística

Com o objetivo de proporcionar oportunidades que potenciem o despertar da arte, reconhecendo o seu imenso potencial terapêutico, relacional, expressivo e identitário, foram dinamizadas as oficinas “O papel da criatividade no equilíbrio hemisférico”, desenvolvidas junto da comunidade juvenil da Irmandade Nossa Senhora do Livramento (ilha Terceira) e da Obra Social Madre Maria Clara (ilha do Pico). 

Nascidas da pesquisa de décadas levada a cabo pela Dra. Ana Alegre, estas oficinas favorecem a realização livre de manifestações artísticas, proporcionando uma experiência de autoconsciência, exploração criativa, curiosidade e motivação para o potencial das artes.

O trabalho desenvolvido teve o intuito de potenciar o indivíduo nas suas dimensões criativas, organizacionais e empáticas, promovendo o equilíbrio entre os dois hemisférios cerebrais – o esquerdo, dedicado aos processos mais formais, e o direito, relacionado com os processos mais criativos. 

 

 

 

Workshops de Teatro Comunitário

Nas ilhas Terceira e Pico foram desenvolvidos dois workshops de teatro comunitário, orientadas pelo renomado ator António Capelo. Estes workshops desenvolveram um inédito espetáculo de poesia que cruza com o teatro e a música. Os workshops culminaram em duas apresentações públicas, no Teatro Angrense e no Auditório da Madalena, abertos a toda a comunidade.

Estas ações, ao promover a participação dos cidadãos, fundamentalmente amadores no campo das artes, alcançam uma projeção sociocultural de primeira ordem, funcionando com uma via de excelência para a criação e formação de públicos, fomentando o gosto a e proximidade da comunidade em torno da arte.